Comunicações

Burghard Baltrusch (Universidade de Vigo)
“Amanhã acontecido” – Em torno à arte política em Alexandre O’Neill

Carlos Nogueira (Universidade de Vigo)
Alexandre O’Neill, poeta satírico?

Clara Rocha (UNL)
Do medo em Drummond, Alexandre O’Neill e Manuel Alegre

Fernando Cabral Martins (UNL)
À Luz da Lâmpada Miraculosa

Graça Videira Lopes (UNL)
O glorioso passado futurível de A.O.

Gustavo Rubim (UNL – FCHS/ IELT)
A violência dos signos

Joana Meirim (UCP – CECC)
Animais modestos

José Tolentino de Mendonça (UCP)
“Dai-nos, meu Deus, um pequeno absurdo quotidiano” – a espiritualidade da ironia em Alexandre O’Neill

Maria Alexandra Lopes (UCP – CECC)
“Saber viver é vender a alma ao diabo” – apontamentos dispersos (e ainda provisórios) sobre O’Neill tradutor

Miguel-Pedro Quadrio (UCP – CECC)
“Congresso de gaivotas neste céu”: a crítica, O’Neill, Jesus Cristo em Lisboa, 1978

Miguel Tamen (UL)
A publicidade

Nuno Amado (UL)
Enquanto os grilos periclitam, o poeta que se desenrasque

Pedro Mexia
Merecia uma Irene, Lisboa: a cidade de O’Neill

Ramiro S. Osório
ainda cá está quem escreveu

Sara Campino
Inventários, divertimentos e almanaques

Sebastião Belfort Cerqueira
Amigos pensados: Jojo